Inscreve-te e tem vantagens!

El Camino: A Breaking Bad Movie(2019)

Há um mês | Ação, Drama, | 2h3min

de Vince Gilligan, com Aaron Paul, Matt Jones, Charles Baker, Jesse Plemons e Jonathan Banks


Caro leitor, vamos supor que já viste toda a série de Breaking Bad (2008-2013). Sim? Caso contrário não estás no sítio certo e deverias ir ver a série, pois, vais levar spoiler da última temporada. Pronto, depois deste aviso posso continuar a prosseguir o meu texto sem nenhum peso na consciência.

Seis anos que a MELHOR SÉRIE DE SEMPRE terminou. Seis anos sem Breaking Bad na minha vida. Foram tempos duros. Provavelmente todos os fãs desta série partilham a mesma opinião. Mas o que é este filme? Uma pequena bomba lançada pela Netflix. Sabia-se que iria haver um filme Breaking Bad, mas ninguém sabia quando, onde e como iria ser lançado – muito menos descobrir que era já este mês. Um projeto elaborado na maior discrição possível.

Eu só tinha um receio: que esta longa-metragem fosse desnecessária. Pois, a série tem a MAIOR e MELHOR conclusão jamais igualada no mundo da televisão. Os meus receios começaram a dissipar-se quando soube que era o próprio criador Vince Gilligan que iria argumentar e realizar este filme e que iria abordar a fuga do Jesse Pinkman.

O que nos conta esta segunda conclusão de Breaking Bad?

Após ter sido salvo pelo Walter White (Bryan Cranston), Jesse Pinkman (Aaron Paul) conseguiu fugir do bando de Todd (Jesse Plemons) ao volante de um carro roubado, um El Camino. Mas será que está completamente salvo? Bem, não. Procurado e considerado como um dos maiores criminosos dos seus tempos, a jornada final de Jesse começa. Torturado fisicamente e psicologicamente durante vários meses, com a cara marcada, as costas cobertas de cicatrizes e os olhos cheios de raiva, os fantasmas do passado poderão ser a resposta do seu futuro.

Com este epílogo de 2h, Vince Gilligan e Aaron Paul oferecem aos fãs uma última viagem nostálgica. Há uma imensa preocupação em homenagear a série através de vários detalhes, objetos, personagens e situações. A ambiência geral do filme relembra-nos a atmosfera quente e seca de Novo México, através uma fotografia amarelada – tal com a série o fez no passado.

Enquanto filme, não estamos perante uma Obra de Arte cinematográfica. Mas enquanto filme de continuação a Breaking Bad estamos num nível de grande excelência. O argumento é simples, mas muito eficaz. Um road trip/perseguição de um homem que só deseja recomeçar uma nova vida. Uma vida longe das suas origens. A realização de Gilligan é excelente. Ele tem uma maneira muito interessante de brincar com o espetador. Somos apanhados desprevenidos com vários twists e flashbacks de tirar o fôlego. A elegância dos seus diálogos e as pitadas de humor negro continuam bastante presentes – alguns são de partir a rir. Depois Gilligan sabe estender as suas cenas sem cair no longo demais. Passamos de um ritmo lento e calculado para um duelo típico dos westerns em menos de nada.

Aaron Paul é Jesse Pinkman. E, se tal como eu, adoravam este personagem, vão amar a sua atuação em El Camino. O ator continuou a desenvolver o seu arco narrativo, após a longa tortura que teve de enfrentar. Estamos face a um Jesse quebrado. Um homem que vive constantemente no medo. Aaron Paul, foste magnífico.

El Camino: A Breaking Bad Movie pode ser considerado um projeto desnecessário, tanto que a série tinha uma conclusão brilhante. Contudo, foi tão bom regressar para dentro deste universo, voltar a seguir estas personagens que tanto amamos. É uma segunda despedida forte em emoções.


Alexandre Costa
Outros críticos:
 Pedro Horta:   7