Inscreve-te e tem vantagens!

Bad Boys II(2003)

Há 2 meses | Ação, Comédia, Crime, | 2h27min

de Michael Bay com Will Smith, Martin Lawrence, Gabrielle Union e Joe Pantoliano


Depois do grande sucesso do Bad Boys (1995) ter feito quase 143 milhões de dólares em bilheteiras, obviamente, que um segundo filme era o passo mais acertado.

Ainda com Michael Bay na realização, nasceu o Bad Boys II. Neste filme contamos com outro mega caso de tráfico de ecstasy e a missão de apanhar esses traficantes, da maneira que só o Mike (Will Smith) e o Marcus (Martin Lawrence) são capazes de fazer. No entanto, há um pequeno twist na história, estando a irmã do Marcus, Syd (Gabrielle Union), envolvida nesse caso como infiltrada da DEA.

Escusado será dizer que o Will Smith e o Martin Lawrence carregaram (mais uma vez) o filme às costas, tudo graças à sua química e à sua dinâmica que, simplesmente, é perfeita. Ambos têm a performance ideal para este trabalho, tornando assim alguns momentos bastante memoráveis. Quanto ao antagonista, o vilão, Johnny Tapia interpretado por Jordi Mollà pouco trouxe de interessante ao filme. Um pouco sem personalidade e sem força suficiente para impactar o espetador.

Quanto à história principal, por si só, é mais fraca que a do primeiro filme. É bastante mais rebuscado, clichê e um pouco repetitiva. Creio que houve um pequeno desleixo no que toca ao trabalho de script nesse sentido. Mas, em contrapartida e, os momentos cómicos que complementam a narrativa principal estão incríveis, tendo assim aquele sentimento de memorável. Desde o início do filme, onde Marcus leva um tiro numa das nádegas, até à cena em que a dupla (Mike e Marcus), conhecem o rapaz que vai levar a filha de Marcus ao seu primeiro encontro. Tudo pequenos momentos que tornaram o filme extremamente engraçado e agradável para o espetador.

Como não poderia falhar, há aspetos na realização que remetem ao primeiro filme. Alguns frames, alguns movimentos de câmara que são muito semelhantes à anterior longa-metragem e, que por isso, acabam por se tornar momentos muito próprios deste filme. E de realçar que há uma melhoria significativamente grande no que toca às sequências de ação. Com um budget bastante jeitoso, o Michael Bay não poupou nesses momentos. Todos os momentos de ação, em comparação aos do primeiro filme, estão um mimo. E, a elas, estão sempre associados momentos cómicos que dão outra vida à cena.

Para concluir, não deixa de ser um filme agradável de se ver. Em termos comparativos, mais fraco que o primeiro a nível de enredo, mas com uma realização muito mais cuidada no que toca aos tiros, explosões, tiros, risos, lágrimas, gritos e tiros.

We ride together, we die together. Bad Boys for Life!


Raquel Lopes
Outros críticos:
 Alexandre Costa:   6