Inscreve-te e tem vantagens!

Long Shot(2019)

Há 2 meses | Comédia, Romance, | 2h5min

de Jonathan Levine, com Charlize Theron, Seth Rogen, June Diane Raphael, O'Shea Jackson Jr., Ravi Patel, Bob Odenkirk, Andy Serkis e Alexander Skarsgård



Terceira colaboração entre o realizador Jonathan Levine e o ator Seth Rogen, após o bom 50/50 (2011) e o mediano The Night Before (2015). Para este novo filme, fizeram confiança no argumentista Dan Sterling, que escreveu o mediático The Interview (2014), que também conta com Rogen. Com um bom duo de protagonistas (Charlize Theron e Seth Rogen), Long Shot despertou-me curiosidade.

O que nos conta o filme?

Fred (Seth Rogen), um jornalista que acabou de se demitir, foi contratado para escrever discursos de campanha pela sua babysitter de infância Charlotte Field (Charlize Theron), que não é, nada mais, que a próxima candidata às eleições presidenciais dos Estados Unidos. Com a sua metodologia de trabalho, o seu ritmo, humor e sinceridade, Fred parece ser a opção certa para Charlotte… não só como redator, mas também, como namorado… Mas será que uma mulher prometida a um futuro tão grandioso, poderá ser seduzida por um homem “normal”?

Se estiverem familiarizados com as comédias “típicas de Seth Rogen” sabem perfeitamente o que vos espera: humor absurdo, calão, sexo e drogas. Para ser sincero, não desgosto. É um estilo próprio que me faz rir. No entanto, não se fiem muito à campanha marketing do filme: salvar o planeta da poluição, entre outras coisas ligadas. Serve à narrativa da longa-metragem, mas o que está no centro é o desenvolvimento em torno do romance entre Fred e Charlotte. Será que uma mulher poderosa e importante como a Charlotte poderá apaixonar-se e assumir uma relação com um homem como Fred? Todo o filme é desenvolvido nessa questão.

Há críticas à política dos EUA, ao presidente, aos ministros e aos políticos corruptos, como também existe um apoio e uma valorização à Mulher. Tecnicamente não há nada de memorável. Não é cinema grandioso para ficar de boquiaberta com os planos, mas sim, deixar-se levar pela sua história através de um excelente ritmo.

Fiquei surpreendido pela performance da Charlize Theron – sim ela é incrível em tudo o que mexe, toca, ou respira (Monster – 2003; Mad Max: Fury Road – 2015; Atomic Blonde – 2017), mas vê-la neste registo, de comédia totalmente javarda, é giro. A sua química com Seth Rogen é espetacular e emocionante. Dei por mim a sorrir nos momentos mais íntimos. Rogen é fiel a si mesmo, a sua postura, voz e estilo de comédia está on point. Todos os atores secundários também estão bons, a começar pelo incrível Andy Serkis, que mais uma vez, está irreconhecível! Alexander Skarsgård também está porreiro.

Long Shot tem um humor absurdo, ridículo e vulgar, mas acredita naquilo que propõe até ao fim. Se não forem fãs das obras em que Seth Rogen aparecer, provavelmente acharão as 2h muito longas. Se não, é ótimo para dar umas gargalhadas em casa, no sofá.


Alexandre Costa
Outros críticos:
 Rafaela Boita:   6