Inscreve-te e tem vantagens!

Ready or Not(2019)

Há 5 meses | Comédia, Horror, Mistério, | 1h35min

de Matt Bettinelli-Olpin, Tyler Gillett, com Samara Weaving, Adam Brody, Mark O'Brien e Andie MacDowell


Há dois meses atrás senti-me extremamente intrigado com o trailer de Ready or Not, uma produção de terror da Fox Searchlight Pictures, protagonizada por Samara Weaving (Three Billboards Outside Ebbing, Missouri - 2017), que conta também com Andie MacDowell (Groundhog Day – 1993) e Mark O'Brien (Bad Times at El Royale – 2018) em papéis de destaque. A história segue o pesadelo de Grace, uma noiva que na noite de núpcias tem de jogar um jogo aparentemente inofensivo que é tradição na família aristocrática do seu noivo há várias gerações. Contudo, desconhece que esse jogo de escondidas é na realidade um ritual mortal, no qual está prestes a ser sacrificada.

 

Assassinos peculiares, perseguições de ficar sem folego, humor negro, uma donzela frágil em apuros que vai testando os seus limites até se tornar numa poderosa guerreira e acima de tudo uma quantidade considerável de mortes. Designam-se estes como os ingredientes apresentados pelo trailer e respetivas campanhas digitais, que consequentemente me fizeram ansiar pela sua estreia. Será que consegue ir de encontro às expectativas causadas pelo seu marketing?

 

Guy Busick e Matt Bettinelli-Olpin, a mesma dupla que concebeu o excelente segmento “10/31/98” no filme V/H/S (2012), ocupam o cargo de realizadores, tentando dar vida e identidade a esta longa-metragem. Sim, identidade. O argumento nutre todos os clichés vistos e revistos em inúmeras obras semelhantes como Eden Lake (2008), Revenge (2017), I Spit on your Grave (1978-2019) ou Better Watch Out (2016). No entanto, a equipa de produção decidiu adicionar-lhe um certo toque de charme, tornando-o ligeiramente diferente e mais requintado que a maioria dos títulos semelhantes. Esse fator é evidente na direção artística envolvida nas salas clássicas que adornam a labiríntica mansão, no guarda-roupa luxuoso, como também na fotografia que aposta num poderoso trabalho de iluminação e nos contempla com tons verdes, castanhos e dourados. São estes os pontos-chave que o distanciam de outros trabalhos mais convencionais no género do thriller e do terror.

 

Por sua vez, a edição está muito boa. Não tarda para o espetador se deixar levar por uma delirante viagem nesta montanha-russa de suspense, que os transportará numa viagem a alta velocidade por perseguições, mortes, reviravoltas, humor negro e violência. Entretanto a viagem termina de forma abrupta num final que apesar de conclusivo, nos deixa a desejar ter presenciado um desfecho mais intenso, que infelizmente, não combina de todo com o ritmo frenético da narrativa.

 

Ready or Not é um excelente trabalho sólido em todos os campos, sabe explorar a sua mitologia, bem como utilizar os clichés do género em seu favor. No fundo, é um de terror convencional que em simultâneo se esforça por distanciar-se de todos os outros ao entregar-nos uma execução sofisticada e com classe. Infelizmente o fator surpresa é eliminado devido ao péssimo marketing que expõe todos os momentos relevantes, exceto o seu final (que na minha opinião deveria alongar-se por mais 10 minutos).


Pode não possuir potencial para se tornar num clássico da Sétima Arte, nem para merecer um 9 na minha classificação final, porém, tenho a certeza que se assumirá como uma experiência divertida e surpreendente para todos aqueles que não viram o trailer ou que já se esqueceram dele… Por isso, atribuo-lhe um 8 bem alto!


Pedro Quintão
Outros críticos:
 Rafaela Teixeira:   8
 Alexandre Costa:   6