Inscreve-te e tem vantagens!

Euphoria(2019)

Há um mês | Drama, |

de Sam Levinson, com Zendaya, Maude Apatow,Angus Cloud, Hunter Schafer e Storm Reid


Diretamente dos estúdios da HBO, Sam Levinson com a colaboração de Zendaya na criação da série, presenciamos uma série teen que surpreende o espetador de uma maneira bastante inesperada.

A história é narrada por Rue Bennett (Zendaya), uma jovem que acaba de sair do centro de reabilitação, após ter tido uma overdose no início do verão, onde quase perdeu a sua vida. O ciclo de recaídas dela continuou, mesmo depois da sua saída do programa de desintoxicação e visitas regulares às reuniões mensais obrigatórias. Mas tudo mudou quando conheceu a Jules (Hunter Schafer). Acabando por se tornar na sua melhor amiga, ela vê-a como a sua motivação para ficar sóbria. No desenvolver desta narrativa, vemos o quotidiano da escola secundária daquela cidade, conhecemos outras personagens, o passado de cada uma e os acontecimentos decorridos para elas serem o que são agora. Cada uma tem a sua personalidade, as suas dificuldades e o seu papel na história.

O realizador optou por uma técnica bastante interessante e fácil de acompanhar a série. Cada episódio era focado no passado e no presente de cada personagem. Desta forma, houve a possibilidade de conhecer cada uma, criar empatia ou repulsa e compreender o porquê delas agirem da maneira como agem na atualidade. E, as histórias não são de todo descabidas. Tudo baseado em situações que, realmente, muitos de nós já vivemos e sobre as quais nos conseguimos relacionar facilmente.

A nível visual, esta série capricha em vários aspetos. Desde o jogo de cores dos cenários à edição que ajuda a visualizar e a compreender, por exemplo, os efeitos psicadélicos de algumas drogas, e de como uma pessoa vê e sente o mundo. E, de salientar, a diversidade de personagens que nos são apresentadas no elenco. A começar pela sua caracterização que, por ser tão diferente e edgy, voltou a trazer ao topo dos trends uma moda que, por si só, já tinha passado: glitter, glitter e mais glitter na maquilhagem do dia a dia. E, com isto, podemos entender o impacto que a série teve no seu público-alvo.

No entanto, esta série não é para todos. Deparamo-nos recorrentemente com cenas bastante explícitas, cruas, sem qualquer problema de chocar o espetador ou apanhá-lo completamente de surpresa. E é este fator que distingue esta série das outras séries teen. O realismo na interação das personagens, na abordagem de temas ditos controversos na atualidade como a pornografia, orientação sexual, drogas, violência. Tudo isto é abordado de uma maneira realista que nos faz perceber que aquelas situações acontecem mesmo, são o dia a dia de muita gente e que, mesmo que nós pessoalmente não a vivamos, elas existem.

Euphoria é uma série que, em nenhum momento, tem dificuldades em abordar situações controversas não havendo qualquer tipo de filtro ou forma de suavizar a realidade. Um trabalho muito bem conseguido que consegue dar-nos um realismo que não se toma como forçado ou exagerado. O único problema é que vamos ter de esperar um ano pela próxima temporada.


Raquel Lopes
Outros críticos:
 Pedro Quintão:   9