Inscreve-te e tem vantagens!

Suicide Squad(2016)

Há 2 anos | Ação, Aventura, Fantasia, | 2h3min

de David Ayer, com Jared Leto, Margot Robbie, Will Smith e Cara Delevingne


Suicide Squad (Esquadrão Suicida - PT) foi um dos filmes mais aguardados de 2016. Eu, que esperei bastante por este filme, saí do cinema com uma boa, mas não excelente, opinião do que se passou no desenrolar do filme. É um bom filme com uma história bastante cativante que agarra ao ecrã qualquer fã de ação e mistério.


Os críticos são ferozes acerca deste filme, apontam a quase ausência de Joker como um dos maiores handicaps da produção. Na verdade, Jared Leto (que personifica o mesmo) admitiu publicamente que foram gravadas cenas suficientes para fazer um filme inteiramente sobre o Joker. Na minha opinião o corte dessas mesmas cenas deveu-se à tentativa do realizador de tornar o filme mais comercial, ofuscando, por exemplo, o lado abusivo da relação Joker-Harley Quinn, tornando-a mais amigável do que, na realidade, (um conhecedor da saga Batman sabe que) é.

O corte ou alteração de muitas cenas essenciais para a construção de algumas personagens é um pouco desapontante, deixando exposta alguma pobreza na pós-produção. Por outro lado o corte dessas mesmas cenas permitiu ao filme focar-se na direção certa, concentrando-se no presente e nos verdadeiros protagonistas da história.

Aparte disto é um filme interessante, com alguns plot twists, naturais, devido à natureza errática das próprias personagens. Um filme que marca pela diferença, transformando antagonistas em protagonistas, desviando do habitual filme de super-heróis.

Com um elenco de luxo contando com Will Smith, Cara Delevingne, Jared Leto e Margot Robbie, era de esperar uma boa encarnação das personagens. E nesse aspeto penso que me encheu (e muito!) as medidas. A estrela do filme tem de ser a Harley Quinn (personificada pela Margot). Uma mistura perfeita entre sensualidade, irreverência e humor com uma pitada de sadismo, é na minha opinião sem dúvida a alma do filme.

A soundtrack desempenha um papel fundamental no filme, uma conjugação perfeita entre rock clássico, alternativo e eletrónico. De Grimes a Twenty Øne Piløts, de Queen a Eminem, tudo nesta soundtrack é perfeito e corresponde ao hype que lhe foi dado. Para mim uma das melhores soundtracks que já ouvi.

Não acredito que este filme vá aos prémios da academia para ganhar alguma coisa de muito relevante devido aos problemas que lhe foram apontados, mas, se tivesse de apostar, quase que garantia que levava para casa a estatueta para melhor soundtrack original. Mesmo assim é um filme que recomendo para passar um serão animado.


Pedro Freitas
Outros críticos:
 Sara Ló:   4
 Alexandre Costa:   3
 Rui Lourenço:   7
 Pedro Horta:   6
 Rafaela Teixeira:   8
 Pedro Quintão:   6
 Rafael Félix:   3
 Margarida Nabais:   6
 Filipe Lourenço:   7
 Rafaela Boita:   8
 Raquel Lopes:   5