Inscreve-te e tem vantagens!

Jumanji: The Next Level(2019)

Há um mês | Ação, Aventura, Comédia, | 2h3min

de Jake Kasdan, com Dwayne Johnson, Kevin Hart, Jack Black, Kare Gillan, Awkwafina, Nick Jonas, Danny DeVito e Danny Glover


Em 2017 estreava Jumanji: Welcome to The Jungle, um reboot ao – talvez – clássico Jumanji (1995). Uma adaptação aos dias de hoje de um jogo de tabuleiro que se torna numa cassete de consola e suga pessoas lá para dentro a fim de terem que zerar o jogo para voltarem à realidade.

Confesso que não me recordo do final do filme de 2017 sugerir uma sequela, mas a verdade é que no final de 2019 estreia Jumanji: The Next Level. Aqui, Spencer (Alex Wolff) decide, porque sim, regressar sozinho ao mundo de Jumanji, sem avisar os seus amigos. Isto leva a que Martha (Morgan Turner), Bethany (Madison Iseman) e Fridge (Ser’Darius Blain) desconfiem da sua ausência. Os amigos dirigem-se à casa de Spencer, onde o seu avô Eddie (Danny DeVito) e o seu amigo Milo (Danny Glover) tentam resolver as suas desavenças e, numa procura por Spencer, todos dão por si dentro do mundo Jumanji.

Provavelmente perguntam-se: Então, mas se só há 4 avatares, como é que vão 6 pessoas para dentro do jogo? Bem, é tudo uma questão de logística. Sabem o que se diz, tudo bem contadinho e… Adiante.

O filme, à diferença do seu antecessor, tem um começo muito engraçado, a roçar o hilariante, sobretudo porque DeVito e Glover são tremendamente engraçados e mais tarde se veem interpretados por Dwayne Johnson e Kevin Hart, respetivamente. Sobretudo Hart. Há que lhe dar crédito, ele entende o seu papel, sabe as suas limitações de interpretação e ainda assim, fez-me rebolar a rir.

The Next Level torna-se, no entanto, algo inconsequente e confuso na sua grande maioria. São demasiadas personagens e embora vejamos quase sempre as caras de Dwayne Johnson, Kevin Hart, Jack Black, Karen Gillan, Nick Jonas e Awkwafina – sim, a atriz que recentemente arrasou em The Farewell (2019) também cá está –, as suas personagens são interpretadas por inúmeras pessoas. Vejamos um exemplo: Jack Black no original era Bethany; aqui começa como Fridge, a meio tem uns breves momentos como Martha e no final é, novamente, Bethany. É difícil acompanhar tanta mudança, mesmo que o elenco até consiga aguentar-se.

Numa nota ainda sobre isto, foi algo engraçado ver Awkwafina interpretar Spencer e mais tarde Eddie, tendo que andar, agir e falar como Danny DeVito.

Parece-me, também, que Jumanji: The Next Level não deveria ter 123 minutos de duração. Embora seja mais engraçado que o primeiro, não tem um guião que se aguente e justifique. Posto isto, acaba por se arrastar em demasia, o que tira algum do entretenimento.

Jumanji: The Next Level não é um filme grandioso nem sequer se assemelha a tal, mas é engraçado, tem rasgos hilariantes e a química entre Dwayne Johnson e Kevin Hart ajudam a que se passe um bom serão. Tal como já disse em várias críticas, este é mais um filme que deveria ficar por aqui, ainda assim, a cena pós-créditos sugere um terceiro filme.


Pedro Horta
Outros críticos:
Nenhum autor votou nesta crítica.