Inscreve-te e tem vantagens!

Brooklyn Nine-Nine(2013)

Há 2 anos | Comédia, Crime |

de Daniel J. Goor e Michael Schur, com Andy Samberg, Stephanie Beatriz, Terry Crews e Melissa Fumero


Brooklyn Nine-Nine é uma série de comédia policial da gigante FOX. A série é uma sátira, conta com piadas interessantes, com um elenco forte e justifica a sua nota em vários websites de crítica.



O comediante americano Andy Samberg (podem conhecê-lo do Saturday Night Live ou da banda The Lonely Island) interpreta Jake Peralta, um detetive jovem de Brooklyn. É bastante inteligente, mas, convenhamos, bastante infantil. Andy Samberg encaixa perfeitamente no papel e, sinceramente, creio que sem ele a série não teria o sucesso que tem. Muitas vezes, as piadas são banais – tornam-se mais engraçadas graças ao Andy. Jake Peralta tem um problema com o novo capitão da esquadra: Capitão Ray Holt (Andre Braugher). O capitão quer modificar a esquadra, tornando-a mais eficiente, o que o leva a chocar com Jake que, como disse, gosta de ser engraçado. Amy Santiago (Melissa Fumero) é a detetive que se equipara a Jake em números de casos resolvidos e, por isso, é comum ver os dois numa espécie de choque. A detetive Rosa Diaz (Stephanie Beatriz) é a badass da esquadra. Como disse uma conhecida minha, “she’s so badass, but still kinda hot”. É uma personagem que parece que está sempre zangada com a vida, não gosta de emoções, adora violência e força bruta. Por não gostar de emoções, muitas vezes não sente empatia com os outros. É, por isso, irónico ver o detetive Charles Boyle (Joe Lo Truglio), na primeira temporada, atrás da Rosa. Charles é perito em comida e é o melhor amigo do Jake, vendo sempre o melhor da personagem interpretada por Andy. Por fim, temos o Sargento Terry Jeffords (Terry Crews – lembram-se dele?), que gere a equipa de detetives e reporta ao Capitão. Um homem de família, com duas filhas, que se sente bastante apreensivo em voltar ao trabalho de campo, principalmente após ter sido pai. Apresentada a equipa de polícias… quer dizer, falta referenciar os polícias mais ineficientes: Scully (Joel Miller) e Hitchcock (Dirk Blocker). A única função deles é usar a sua estupidez para fazer rir o espectador. Agora sim, apresentada a equipa toda, falta a assistente do capitão: Gina Linetti (Chelsea Peretti). Uma solteirona que não vive sem o seu telemóvel; viciada em dança e leva tudo na sua vida mais a sério que o trabalho. É amiga de infância do Jake e, em vários momentos, contribui para o humor desta série.

Em suma, Brooklyn Nine-Nine é uma série divertida, com episódios de 20 minutos, que desenvolve bem os personagens e merece ser assistida para quem quer ter uma série mais light, isto é, que não tem dramas tão fortes como em House of CardsHomeland ou The Westworld.


Alex Duarte
Outros críticos:
 Margarida Nabais:   8