A maior aposta de Titans é apresentar uma série mais dark, violenta e madura.

A maior aposta de Titans é apresentar uma série mais dark, violenta e madura.

2018
Ação, Aventura, Drama
de Greg Berlanti, Akiya Goldsman e Geoff Johns, com Teagan Croft, Brenton Thwaites, Anna Diop, Ryan Potter, Alan Ritchson e Minka Kelly


Titans é uma série que estreou no final do ano passado, é produzida pela DC Entertainment e teve direito em sair novamente na plataforma da Netlfix (onde ganhou visibilidade e sucesso) no início deste ano. Segue as aventuras de um grupo de heróis secundários, no Universo da DC. Os protagonistas são: Rachel Roth – Raven, Dick Grayson – Robin, Koriand’r – Starfire e Gar Logan – Beast Boy.

O que nos conta a série?

Traverse City, Michigan, a jovem Rachel Roth (Teagan Croft), dotada de poderes sobrenaturais e assustadores, tem regularmente o mesmo pesadelo: a morte do casal Grayson, após um “acidente” de trapézio durante a exibição de um circo. Com a ajuda da sua mãe e de exorcismos, Rachel consegue conter os seus poderes, que se manifestam com más intenções. Em Detroit, Dirck Grayson (Brenton Thwaites), um detetive de polícia, que quando a noite se manifesta, torna-se no vigilante Robin. Treinado por Batman em Gotham City, Dick deixou de ser o colega do Cavaleiro das Trevas após uns problemas pessoais. Kory (Anna Diop) acordou sem se lembrar de nada, e procura respostas sobre si mesma e, por fim, Gar (Ryan Potter) tenta definir a sua verídica natureza: homem ou animal. Se Rachel está no centro da história, Dick deverá encontrar o seu caminho longe de Batman e talvez liderar uma nova equipa.

Se a série apresenta jovens e adolescentes, fiquei impressionado com o tom muito mais adulto em relação às outras séries do mesmo género… Arrow (2012-) e resto da CW. Os onze episódios propostos desenvolvem personagens em total perdição, complexas e atormentadas. Permitindo à audiência em gostar dos protagonistas com facilidade.

A maior aposta de Titans é apresentar uma série mais dark, violenta e madura. Não é difícil visualizar onde foram buscar as inspirações: na excelente série da Netflix, Daredevil. Detroit é suspeitamente parecida com Hell’s Kitchen. A cidade é suja, repleta de crimes e violenta, tendo tons escuros. A própria ambiência é semelhante, especialmente nos combates que Robin encena em tela. As coreografias das lutas são sangrentas e bem conseguidas.

Os pontos negativos encontram-se na sua quebra de ritmo. Os 7 primeiros episódios são muito interessantes, e os três seguintes caem por completo no desinteressante, quebrando o crescendo do enredo. Felizmente, o último episódio salva a série (e de que maneira). Alguns CGI são terríveis – especialmente os poderes da Starfire e as metamorfoses de Beast Boy.

Titans é uma série promissora, que possui um último episódio genial, propondo a melhor visão de Gotham City de sempre. Fãs dos comics do Batman: preparem-se! É como idealizam: violência, sangue, sexo, violações, crimes em todos os cantos das ruas, é Gotham como sempre imaginamos e gostamos.

O final ficou em aberto, permitindo que seja feita uma segunda temporada – que já estreia este ano. Fiquei com curiosidade em continuar. Se forem fãs destes universos de comics, aconselho passarem pela série. 


por Alexandre Costa